GALERIA DE FOTOS

JULHO

No sábado, 2 de julho, foram exibidos os filmes “As Cruzes e os Credos“, dirigido por Fabricio Ramos e Camele Queiroz; e “Exu Além do Bem e do Mal“, dirigido por Werner Salles Bagetti. Depois da sessão, foi aberta a roda de conversas com a participação especial dos convidados Nazal, Piligra e Makrisi. No domingo, 3 de julho, o longa da sessão foi: “DANÇA DAS CABAÇAS – EXU NO BRASIL” (54min, 2008), Dirigido por Kiko Dinucci. A sessão contou a presença de Mãe Carmosina que, aos 99 anos de idade, é uma grande referência religiosa e cultural em Ilhéus e foi uma grande amiga de Pai Pedro, fundador do Terreiro de Odé. Confira as fotos da edição de JULHO:

 

MAIO

No sábado (28), a convidada especial foi a Educadora Karine Fênix. Foram exibidos os curtas “Candomblé: Paz e Fraternidade“, dirigido e produzido por Mirella Lima; e “Exu – Além do Bem e do Mal”, dirigido por Werner Salles Bagetti. No domingo (29), o convidado foi Piligra, poeta, escritor e professor.  O filme foi “Orí”. Lançado em 1989 pela cineasta e socióloga Raquel Gerber, o filme aborda a reconstrução da identidade negra no Brasil, cujo fio condutor é a história pessoal de Beatriz Nascimento, historiadora e militante, falecida trágica e prematuramente no Rio de Janeiro, em 1995.

ABRIL

No sábado, dia 30, foram exibidos os curtas “Mestres da Cura”, filme coletivo do Projeto Alecrim; e “A Boca do Mundo – Exu no Candomblé”, de Eliane Coster. No domingo, dia 1 de maio, a mostra apresentou o consagrado filme “O Pagador de Promessas“, escrito e dirigido por Anselmo Duarte e baseado na peça de Dias Gomes. A convidada especial da sessão foi Daniela Galdino, de Itabuna. Ela é poeta, escritora, professora e performer.

MARÇO

No sábado, dia 26, foram exibidos os curtas “Hùndàngbènă – O Ninho da Serpente”, de Mazé Mixo; e “Professor Agenor”, de Marcelo Serra e Freddy Ribeiro. No domingo, dia 27, foi exibido o longa “Cafundó”, de Paulo Betti e Clóvis Bueno, filme vencedor de vários prêmios no Festival de Gramado em 2005.

A convidada especial da sessão de março foi Michelle Raic Mansur, historiadora e pesquisadora de temas relacionados à religiosidade de matriz africana.

FEVEREIRO

Em fevereiro foram apresentados os curtas “Abá”, de Raquel Gerber, e “A Umbanda é Mogibá”, de Adilene Cavalheiro. O longa apresentado no domingo foi “A Cidade das Mulheres”, de Lázaro Faria. O convidado especial do mês foi José Nazal, Fotógrafo e profundo conhecedor da história religiosa de Ilhéus.

 

JANEIRO

A primeira sessão mensal do Cine Odé aconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro de 2016, sábado e domingo, e foi emocionante: foram exibidos os filmes “As Cruzes e os Credos” (2014), dirigido por Fabricio Ramos e por Mel Queiroz, curta filmado no próprio Terreiro de Odé; “Espaço Sagrado” (1975), de Geraldo Sarno; e “Santo Forte” (1999), de Eduardo Coutinho, filme que revela diferentes e controversas relações das pessoas de uma favela carioca com a fé religiosa e a experiência espiritual. Os filmes ensejaram uma riquíssima conversa com o público e Maria Marta, que representa o Terreiro de Odé, contou um pouco da história da casa.